https://sites.google.com/site/sismica2016/home/FotoCapa.JPG?attredirects=0
O Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) dos Açores, em conjunto com a Sociedade Portuguesa de Engenharia Sísmica (SPES), promove o "SÍSMICA 2016 - 10º Congresso Nacional de Sismologia e Engenharia Sísmica", a realizar em Ponta Delgada de 20 a 22 de Abril de 2016.

Trata-se de um evento que se realiza, com uma periodicidade média trienal, desde 1989. À semelhança do 5º Encontro – o Sísmica 2001 - este 10º Congresso realiza-se novamente nos Açores e tem como principal objetivo proporcionar um fórum de divulgação e discussão no âmbito da investigação e prática da sismologia e da engenharia sísmica, constituindo uma excelente oportunidade para a troca de ideias e atualização de conhecimentos por parte de engenheiros, arquitetos, investigadores, decisores e técnicos de outras áreas interessados nos domínios da sismologia, do comportamento sísmico de edifícios, pontes e outras estruturas, da gestão do risco e da segurança.

Sendo o arquipélago dos Açores a região com maior atividade sísmica a nível nacional, o Sísmica 2016 constituirá também uma ótima oportunidade para contactar de perto essa realidade local, evidenciada quer pelas preocupações de ordem técnica em termos de monitorização, prevenção, reabilitação, construção e reconstrução do edificado face aos danos provocados pela ação dos maiores sismos das últimas décadas (9 de julho de 1998 no Faial e 1 de janeiro de 1980 na Terceira), quer pela sensibilização patente na população que se vê obrigada a conviver com os sismos.

Inserido neste evento decorrerá no dia 23 de abril de 2016 o 1º Workshop Internacional de Riscos Naturais (NatHaz16), que se realizará na pitoresca localidade das Furnas, localizada na ilha de S. Miguel.

As belezas únicas derivadas da natureza vulcânica das ilhas dos Açores, as especificidades geográficas, culturais, gastronómicas, bem como a hospitalidade do povo açoriano, poderão também ser uma justificação acrescida para aliar o interesse técnico-científico ao aspeto turístico e aproveitar esta excelente ocasião para visitar os Açores, em particular a ilha de S. Miguel.